< VOLTAR

Estudo brasileiro: A importância da depressão e dos problemas sexuais em pacientes com Fibromialgia.

Publicado 09/02/2017
Notícias

A pesquisa revelou que a Fibromialgia está associada à disfunção sexual, depressão e com parâmetros hematológicos anormais, como menores concentrações séricas de testosterona e hemoglobina sanguínea mais baixa.

Os achados no estudo "Depressão, sexualidade e síndrome da fibromialgia: achados clínicos e correlação com parâmetros hematológicos", publicado na revista Arquivos de Neuropsiquiatria, também levantam a possibilidade de "envolvimento de mediadores imunoinflamatórios" na doença.

A Fibromialgia (FM) é caracterizada por dor crônica generalizada e aumento da resposta dolorosa à pressão, e no Brasil a depressão ocorre como comorbidade em 67,2% dos pacientes.

Bruna Alves, da Universidade de São Paulo, e seus colegas procuraram investigar questões de sexualidade e depressão em 33 mulheres com FM comparando com 19 mulheres saudáveis e correlacionar os achados clínicos aos parâmetros sanguíneos.

Disfunção sexual e depressão foram significativamente mais prevalentes em mulheres com FM em comparação com o grupo controle.

As pacientes com FM comparadas às mulheres saudáveis também apresentaram menores concentrações séricas de testosterona, T4 livre (relacionada à função da glândula tireoide), fator antinuclear (para avaliar a doença autoimune), menor concentração de hemoglobina e hematócrito.

"Este estudo mostrou uma associação significativa entre disfunção sexual e depressão em pacientes com FM. A disfunção sexual pode interferir na qualidade de vida e agravar os sintomas de FM e depressão, uma comorbidade frequente de FM ", concluíram os pesquisadores.

Além disso, os pesquisadores sugeriram que seus achados "mostram evidências de atividade inflamatória em pacientes com FM", uma possibilidade que "precisa de mais investigação para se entender o papel desses achados nos mecanismos fisiopatológicos desta doença e em suas comorbidades".

Fonte : Alves B, Zakka TM, Teixeira MJ, et al. Depression, sexuality and fibromyalgia syndrome: clinical findings and correlation to hematological parameters. Arq. Neuro-Psiquiatr. vol. 74, nº 11, São Paulo, nov. 2016. (acessado em 4 de janeiro de 2017)