Existem diversos tratamentos que possibilitam ao paciente o controle da fibromialgia. Desde medicamentos e exercícios físicos, até terapias alternativas, há muitas formas de combater o problema. O importante é sempre ter um acompanhamento médico especializado.

Apsen

13 artigos

Geralmente, os tratamentos são multidisciplinares e unem medicamentos a exercícios físicos e até psicoterapia, por exemplo. Como o paciente com fibromialgia convive com dores constantes, o objetivo do tratamento é controlar a patologia e melhorar a qualidade de vida. 

Os tratamentos devem ser feitos de forma conjunta, nunca se dispensando a medicina convencional para substituir completamente por métodos alternativos. Confira as principais formas de tratamento da fibromialgia:

Medicamentos

Hoje, existem algumas alternativas para o tratamento medicamentoso da fibromialgia, como relaxantes musculares (ciclobenzaprina, orfenadrina, etc), entre outros medicamentos (pregabalina, codeína, etc). Também é comum a utilização de outros analgésicos e antidepressivos.

Exercícios físicos

Um dos principais métodos complementares ao tratamento medicamentoso para a fibromialgia é a realização de exercícios físicos. Estes são de extrema importância para a saúde mental e para o alívio da dor. Os especialistas indicam especialmente exercícios aeróbicos e recomendam pedalar, caminhar, nadar e fazer hidroginástica.

Fisioterapia

A fisioterapia tem foco principal nas massagens, exercícios de alongamento, correção postural e fortalecimento muscular.

Psicoterapia

Como a fibromialgia é diretamente impactada pelas condições psicológicas do paciente, a psicoterapia ajuda a compreender sua condição e entender a importância do tratamento medicamentoso.

Acupuntura e outros tratamentos alternativos

Estudos apontam que as terapias alternativas, como acupuntura, têm resultado positivo no tratamento da fibromialgia, especialmente no que tange às dores crônicas. É importante ressaltar que estes tratamentos devem ser complementares ao método convencional, como o tratamento medicamentoso. Além disso, o médico indicará e acompanhará o que pode e o que não pode ser feito, uma vez que o tratamento errado pode piorar a situação.

Consulte sempre seu médico.

Referências:

https://aps.bvs.br/aps/quais-sao-os-principais-aspectos-do-diagnostico-e-tratamento-da-fibromialgia/

https://www.minhavida.com.br/saude/temas/fibromialgia

Comentário

Você deve estar logado para conseguir realizar comentários.