< VOLTAR

Meditação pode beneficiar pacientes com fibromialgia

Publicado 22/05/2018
Notícias

Em um estudo de revisão, intitulado “Terapias não farmacológicas baseadas em evidências para a fibromialgia”, foi publicado na revista Current Pain and Headache Reports, os pesquisadores relatam que as estratégias de tratamento não farmacológico, como a terapia cognitivo-comportamental e a meditação mindfulness, podem ser úteis no tratamento de pacientes com fibromialgia.

Entre os tratamentos aceitáveis para pacientes com fibromialgia estão incluidos uma série de terapias que vão desde medicamentos farmacológicos até meditação “mindfulness”, terapia cognitivo-comportamental, acupuntura e outros.Os pesquisadores sugerem que uma abordagem de tratamento ideal deve começar com a educação do paciente em relação à doença e às opções de tratamento, seguidas por uma combinação de tratamentos farmacológicos e não farmacológicos.

Os pesquisadores do Hospital Brigham and Women em Boston e do Centro de Ciências da Saúde da Louisiana State University em Nova Orleans realizaram uma revisão da literature para avaliar a utilidade de terapias cognitivas comportamentais e várias terapias complementares no tratamento da fibromialgia.

Os pesquisadores sugerem que o tratamento da dor - além do tratamento farmacológico - deve se concentrar na terapia cognitivo-comportamental e na meditação da atenção plena. Esses dois tipos de tratamentos podem ajudar a reduzir a dor e melhorar o sono.

Estudos mostraram que não há dieta nutricional específica que seja útil no tratamento da fibromialgia. No entanto, algumas dietas mostraram que podem ajudar os pacientes com fibromialgia que experimentam sintomas gastrointestinais.

Especificamente, estudos mostraram que uma dieta pobre em FODMAP (oligossacarídeos fermentáveis, dissacarídeos, monossacarídeos e polióis) e dietas sem glúten e hipocalóricas podem ajudar a melhorar o desconforto gastrointestinal em alguns pacientes.

Exercício, embora importante para o bem-estar geral, nem sempre é prático para pacientes com fibromialgia, porque a maioria dos pacientes experimenta dor crônica significativa. Mas os pesquisadores enfatizam que a ideia de exercício deve ser introduzida no aconselhamento inicial e os objetivos de longo prazo devem ser estabelecidos para os pacientes.

A literatura existente também indica que a acupuntura não oferece nenhum benefício comprovado no tratamento da fibromialgia. No entanto, a acupuntura não tem efeitos adversos, por isso não deve ser desencorajada.

"As metas para o manejo dos sintomas e o controle da dor devem ser definidas precocemente, e o envolvimento do paciente permanece crítico no tratamento dessa apresentação complexa da dor", afirmam os autores. "Embora existam evidências de baixa qualidade para a maioria das modalidades de tratamento não farmacológico para fibromialgia, a terapia cognitivo-comportamental e a meditação da consciência plena são promissoras para futuras investigações”.

Fonte: AMAN, M. M. et al. Evidence-Based Non-Pharmacological Therapies for Fibromyalgia. Curr Pain Headache Rep, v. 22, n. 5, p. 33, Apr 2018.